Pronto para eliminar alguns mitos?

No que toca à sustentabilidade da impressão e do papel, é importante separar factos de mitos.

A indústria europeia do papel é líder mundial no que diz respeito a matérias-primas de origem sustentável, energia renovável e taxas de reciclagem. No entanto, os mitos em torno do papel ainda prevalecem entre os consumidores. Desde “as florestas europeias estão a diminuir” até “Apenas deve ser utilizado papel reciclado”, desmantelámos nove mitos populares sobre impressão e papel. Descubra os factos sobre impressão e papel!

O Mito: “As florestas europeias estão a diminuir”

As florestas europeias têm aumentado o equivalente a cerca de 1 500 campos de futebol todos os dias

O Mito: “As florestas plantadas são prejudiciais para o ambiente”

A gestão florestal sustentável preserva a biodiversidade e salvaguarda as florestas para gerações futuras

O Mito: “O papel é prejudicial para o ambiente”

O papel é um dos produtos mais reciclados do mundo e naturalmente sustentável

O Mito: “Deve usar-se apenas papel reciclado”

São necessárias fibras virgens provenientes de florestas geridas de forma sustentável para manter o ciclo do papel

O Mito: “A produção de papel é uma das principais causas mundiais de emissões de gases com efeito de estufa”

A maior parte da energia usada é renovável e a intensidade de carbono desta indústria é surpreendentemente baixa

O Mito: “A produção de papel consome uma quantidade excessiva de água”

O fabrico de papel depende da água. No entanto, a quantidade de água consumida é reduzida.

O Mito: “O papel desperdiça recursos valiosos”

A indústria de papel pratica uma economia circular

O Mito: “A comunicação eletrónica é melhor para o ambiente do que a comunicação baseada no papel”

A comunicação eletrónica também tem impactos ambientais

O Mito: “O meio de comunicação digital é o preferido”

Muitos consumidores valorizam uma comunicação baseada no papel

Partilhe Torne-se membro Subscreva